Home / Notícias / DIZ RAFAEL LOPES
09/08/2010 | 07:43:41 DIZ RAFAEL LOPES

"Todo mundo pode fazer o Blitz" diz apresentador do Parabólica

Misturando persuasão e muita criatividade, nasceu da vontade de Rafael Lopes a criação do programa Parabólica, apresentado durante três edições (a última foi ao ar na quinta-feira dia 5 na TV Antares. O programa discutia os fatos mais relevantes da semana, pautados pela mídia dentro de um estúdio ( que dava a impressão de que todos os comentaristas, inclusive o apresentador estavam em cima de um prédio onde normalmente ficam as antenas parabólicas) e ainda exibia quadros com bom humor e informação, o que fez das quintas-feiras e domingos, dias de mais cultura e entretenimento na telinha piauiense.

Entrevistamos o apresentador do Parabólica e soubemos quais as previsões e novidades com a saída do programa e agora com a inserção do Aperte o Play, novo programa comandado também por Rafael. E ainda o que ele esta preparando trazer de novidades para a grade de exibição local.

CONFIRA TODA ENTREVISTA:

Teens180 - Como surgiu a ideia do programa, de onde nasceu o parabólica?

Rafael - Bom, surgiu depois do Aperte o Play, que é um outro projeto que eu criei quando eu estava no 2º período da faculdade de jornalismo. O Aperte tinha idéia de sair por Teresina, e promover flashmobs, que são idéias de ações de mobilização, procurando chamar a atenção das pessoas para diversos assuntos, que já acontecia pelo mundo, menos aqui e que deu super certo, por ser ainda inovador, foi sucesso para quem acompanhava na faculdade decidi colocar na televisão, procurei a faculdade que estudo, na tentativa de que eles fizessem um acordo com a televisão, mas não foi possível, isso foi ano passado. Resolvi correr atrás por conta própria. Eu ia lá todo dia com meu dvdzinho, e insistia "poxa o programa é tão bom, vai da certo" e a direção, a qual eu devo, o meu início profissional na televisão, resolveu me dar a oportunidade, já que eles puderam enxergar que já tinha uma certa noção de como trabalhar na TV, de técnica porque eu sempre fui interessado nesse meio, ai eu ia estudando, corria atrás de profissionais. Já fiz teatro para televisão e cinema no Rio de Janeiro, morei dois anos lá, então tinha certa noção de como se portar. Sempre gostei e sempre fui apaixonado pelo que eu faço. Inicialmente queríamos transformar o Aperte o Play em um quadro do parabólica. Com o parabólica a gente quis fazer uma coisa mais jornalística, ou seja, o parabólica, tinha a idéia de ser aquilo que transmite e não só o que recebe passivamente informação, com as opiniões dos jovens e estudantes de comunicação e arte do Piauí.

Teens180 - Acha que o Parabólica cumpriu com sua função?

Rafael Lopes - Como disse a intenção do parabólica era de ser uma espécie de observatório da imprensa dos jovens estudantes de comunicação e arte do Piauí, democraticamente e com espaço aberto para esses de todas as universidades e faculdades de Teresina, mas não deu muito certo, porque as pessoas estão mais interessadas no bocejo do Zeca Camargo, do que propriamente no assunto que o Fantástico abordou naquele domingo. Então para chamar a atenção das pessoas, eu tive que misturar o assunto sério com a brincadeira, no caso com o Aperte o Play, o que é unânime, todo mundo acha legal esse formato, o programa tem uma pitada de humor natural, mas não sou humorista, eu sou o Rafael apresentando o programa, e a gente encontra os personagens na rua. Uma vez fomos na frei serafim e ficamos tirando fotos das pessoas, e era interessante a reação de cada uma, alguns entravam no clima fazendo pose, mas outras fugiam dos flashs, uma menina me impediu de abordá-la, mas a intenção era fazer com que as pessoas pensassem sobre privacidade. Já sai também de pijama pela madrugada de Teresina, para saber se aqui tem opção de saída, porque a galera sempre reclama, e tem!

Teens180 - O Parabólica saiu do ar? Agora vamos poder acompanhar só Aperte o Play?

Rafael Lopes - O Parabólica foi uma série de programas pilotos (aqueles de teste) e acabou quinta-feira, ainda foi ao ar uma reprise desse último programa no domingo 8 uma hora da tarde. Fui convidado mesmo pela direção da televisão para ficar produzindo o Aperte o Play, e virão novos temas inéditos poraqui como: corrupção, capitalismo selvagem, rede sociais, enfim. O parabólica sai do ar e entra o Aperte o Play que vai ter em cada episódio a duração de 3 minutos e será exibido rotativamente, como interprogramas, ou seja, antes dos principais programas da TV Antares. Através dos temas atuais, vamos chamar a atenção das pessoas e provocar como corrupção, já que estamos em época de eleição vamos reunir uma galera e fazer uma faxina contra esse mal que o Brasil enfrenta. Claro que não é para provocar, atingir diretamente algum político é apenas para provocar reflexão da população. Vamos também fazer uma chuva de dinheiro no centro para tratar de capitalismo selvagem, e muito mais. Eu me divirto fazendo.

Teens180 - Então o Aperte o Play vai ter algum quadro definido? É só você apresentando o programa?

Rafael - Não tem quadros definidos, a idéia é trabalhar com essa idéia do.. Você aperta o Play para que? Teresina vai fazer 158 anos e qual o desejo das pessoas para que Teresina evolua cada dia mais? Qual o desejo particular de cada um de nós teresinenses. E é isso. Na vida não existe pause, não existe stop, ninguém consegue para a vida, mas junto com ela, existemos desejos das pessoas. A equipe é da televisão e quem está comigo na produção é a Inayara Soares e a Jaqueline Bezerra mas questão de pauta, textos, edição e todos os detalhes do programa eu acompanho de perto, tudo tem o meu dedo, claro que sempre aceitando sugestões, mas o aperte o play é uma coisa mais trabalhada, inclusive visualmente e ainda mais porque terá sua exibição diária.


Teens180 - Blitz TV também é um programa de humor. O que vocês oferecem ao público que eles não tem?

Rafael -O Aperte o Play é diferente porque ele é produzido todo por jovens, com total liberdade para criar. O programa não tem nenhum direcionamento político direto.. não temos interesse em fazer humor.. mas a intenção do programa é fazer um jornalismo informal, com emoção, com brincadeira.. para fugir daquele estilo de estudante objetivo frio.. promovemos ações de mobilização pela cidade a partir de um tema.. e aparecemos dentro e fora da televisão.. ou seja.. não é atuar.. até porque os personagens são as pessoas e não nós.. mas o evento antes de ir pra televisão.. acontece de fato, corpo a corpo com o povo, chamando a atenção das pessoas e procurando saber o que elas querem que aconteça (play).. o objetivo é esse buscar a reflexão para algum assunto importante.. e acho que o diferencial maior também seja esse.. e não só fazer um programa de televisão por fazer, com objetivos estritamente comerciais, resultando no sem conteúdo, nas costas de uma idéia e de um sucesso que até então não sabemos até quando vai durar (no caso o CQC) e esteriotipando os apresentadores que até conheço, que são estudantes de jornalismo. Nós queremos tocar, a gente que mudar.. é com esse espírito, com paixão, compromisso, responsabilidade acima de tudo. O blitz.. é um programa que acaba pendendo para um conteúdo de variedades.. não vejo como um programa 100% jovem.. fiz umas participações no programa e de vez em quando acompanho.. vejo que eles oscilam muito, tentando acertar claro, to falando em termo de conteúdo.. é um programa comum todo mundo pode fazer o blitz. Já nós estamos promovendo um programa, sem amarras, que envolve uma produção difícil, mas divertida, interessante com todo um cuidado em termo de criação, produção de arte, seleção de pessoas personagens.. em todos os detalhes etc e que tem uma linha.. inédita na televisão local e aberta do Piauí e Brasil.

Repórter: Glenda Uchôa
Fonte: Teens180
Tags: parabolica, aperte o play, rafael, blitz tv
AVALIE
COMPARTILHE Twitter Facebook MySpace StumbleUpon Del.icio.us Digg Google Messenger Technorati


notícias relacionadas

FALTA MUITO POUCO 24/09/2011 | 09:18:14

Camarotes com famosos serão destaques no Piauí Fest Music

ESTARÃO EM CAMAROTE 09/09/2011 | 10:44:01

Ator Rafael Calomeni e Gracyanne Barbosa virão para PI Fest Music


comentários

Seja o primeiro a deixar um comentário.

comente também

loading...





enquete

Qual tipo de música você mais gosta de ouvir?


Escolha uma opção:


Captcha
resultado parcial loading








testes

Todos os testes

Você sabe se vestir bem? Descubra se você é uma expert no assunto!

Você sabe se vestir bem? Descubra se você é uma expert no assunto! Fazer o teste



Desenvolvido por Leandro Sales - Programador e Analista - Tel: +55 86 9427-5626 - Compra coletiva Teresina